A retomada do espaço da mulher na computação.

No dia 10 de abril o mundo foi apresentado à primeira imagem dos arredores de um buraco negro, no coração da galáxia Messier 87, há 55 milhões de anos-luz do Sistema Solar. O feito é resultado do esforço de mais de 200 pesquisadores do consórcio internacional Telescópio Horizonte de Eventos (EHT). Entre eles, o nome da cientista da computação norte-americana Katie Bouman se destaca. Aos 29 anos, ela foi a responsável por desenvolver o algoritmo que auxiliou a equipe de cientistas a construir a imagem. A empreitada se deu há três anos, em seu doutorado em ciência da computação e inteligência artificial no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos.

Fonte: https://revistapesquisa.fapesp.br/2019/05/10/a-retomada-do-espaco-da-mulher-na-computacao/

As crianças precisam mesmo aprender a programar.

Medford, Massachusetts – Amory Kahan, de sete anos, queria saber quando seria a hora do lanche. Harvey Borisy, de cinco, reclamou de um arranhão no cotovelo. E Declan Lewis, de oito, perguntava-se por que o robô de madeira de duas rodas que estava programando para fazer os passos de canção infantil Hokey Pokey não funcionava. Ele suspirou: “Para frente, para trás e para”.

Declan tentou de novo e, dessa vez, o robô sacudiu para trás e para frente no carpete cinza. “Ele fez!”, gritou. Amanda Sullivan, coordenadora do acampamento e pesquisadora com pós-doutorado em Tecnologia da Primeira Infância, sorriu. “Eles estão trabalhando em seus Hokey Pokeys”, explicou.

Confira a matéria completa: https://exame.abril.com.br/tecnologia/as-criancas-precisam-mesmo-aprender-a-programar/

Parte da população terá que aprender a programar, diz CEO da PWC

Saber programar poderá ser tão importante para o futuro profissional da próxima geração de trabalhadores quanto falar um outro idioma com perfeição. Pelo menos para uma parte dos trabalhadores do futuro. Essa é a previsão de Tim Ryan, CEO da unidade americana da auditoria britânica PricewaterhouseCoopers, a PwC.

Em entrevista exclusiva para a EXAME, o executivo afirma que prevê um futuro em que as ciências matemáticas serão cada vez mais demandadas, mas não vê as próximas décadas tomadas apenas por profissionais de TI. Para ele, “não existe um mundo em que todos são programadores”.

Veja a entrevista na íntegra: https://exame.abril.com.br/tecnologia/uma-parte-da-populacao-tera-que-aprender-a-programar-diz-ceo-da-pwc/